terça-feira, 29 de setembro de 2009

Sufrágio

Somos os maiores! Continuamos a bater records atras de records. E desta vez foi uma abstenção recorde de 39,4%. Ah valentes! Mas mesmo assim acho que conseguimos fazer melhor, e não descanso enquanto não houver um dia em que ninguem vá votar. Isso é que era uma prova de cidadania.
As eleições decorreram sem grandes surpresas, apenas o CDS-PP teve um resultado mais inesperado. O Paulinho esmerou-se e conseguiu um bom resultado.
Como é comum, aqui não se falrá de politica, nem de opiniões politicas. Apenas se comentam as eleições, e elas vieram dar aos criticos de Soctrates mais uns anos para poderem criticar a vontade. A grande questão agora é, quantos anos?
Escrevi assim a 8 de Junho deste ano:
"Não há tuga que não diga mal do governo e do Socrates, mas na altura de votar, ficam em casa. Há quem diga que é uma maneira de mostrar o descontentamento. Não acredito nisso. As pessoas não conhecem os politicos, os programas, os partidos, etc. A maioria das pessoas, ta-se completamente a cagar para a politica e para o civismo em geral. Toda a gente se queixa, mas ninguem faz nada para mudar nada! É assim o tuga! Até uma simples cruz, dá trabalho demais."
As coisas não mudaram nada...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Afinal quem é que são os mariquinhas?

Nos comments de um post anterior surgiu uma discussão entre os comentadores. A questão era sobre a recuperação dos futebolistas que têm mais de um jogo por semana. Para a maioria dos comentadores desportivos, paineleiros e fans do futebol em geral, algumas equipas do futebol nacional tem um grande desgaste por terem uma grande subcarga fisica devido a jogarem duas vezes por semana. Para outros isso é uma grande treta, porque em comparação com outros desportos, ou mesmo outras ligas do mesmo desporto isso não acontece.
Queremos então saber a vossa opinião. Afinal o futebol é mesmo um desporto mais exigente que os outros, sendo assim necessaria uma grande recuperação? Ou os futebolistas são uns meninos quando comparados com outros atletas? Ou será ainda que a preparação dos atletas é deficiente em portugal, não estando os altetas de clubes portugueses tão bem preparados como outros de clubes estrangeiros ou de outras modalidades?
Este post não é para dar a minha opinião, vou faze-lo também nos comments, que neste caso vai ser um espaço de discussão. Espero portanto bastante participação.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Arcebispada

"Daquelas dúvidas...
Tudo bem, leite magro, meio gordo, gordo, com cálcio, com ferro, especial crianças, especial idosos... Só me faz confusão é: como é que a vaca sabe?"
Aqui

Toma e Embrulha (parte III)

Ora vamos la acabar com esta treta.
Deixei este post para o fim, porque tal como um pelo encravado, demorou mais tempo a sair. Mas a borbulha já está cheia de puz, e pronta a rebentar! Ora vamos la espremer isto.
Porque é que aparecem os pelos encravados? Bem os pelos encravados são simplesmente pelos que não conseguem perfurar a pele voltando a penetrar. É mais comum em pessoas de pele escura e provocada pela característica recurvada dos pêlos que, ao crescer, encurvam-se e penetram novamente na pele, gerando uma reacção inflamatória conhecida como pseudofoliculite. Antra, nunca pensei escrever pseudofoliculite aqui no blogue, já está a valer a pena. Continuando. A causa principal é o acto de depilar os pêlos que, quando voltam a crescer, encravam-se. Também pode ser causado por calças justas, calcinhas com acabamento apertado (que é o meu caso), excesso de suor, humidade e obesidade.
As áreas mais afetadas nos homens são o pescoço e a nuca e, nas mulheres, a virilha. Nestas localizações, por serem áreas de dobra da pele, alguns pêlos já nascem de forma oblíqua, o que facilita o seu encravamento. Curioso a zona de maior encravamento nas mulheres ser a zona da virilha (que piada de classe...).
Com o crescimento, os pêlos penetram a pele formando lesões avermelhadas, inflamatórias, endurecidas e frequentemente com pus, devido à contaminação bacteriana. Algumas chegam a formar verdadeiros quistos, cujo conteúdo é o pêlo que cresce continuamente para o seu interior.
Para tratar, podem esfoliar, para deixar a pele mais fina, ou entao tentar retirar com uma agulhe esterilizada.
E pronto aqui ficou o post sobre pelos encravados. Que bonito...

domingo, 20 de setembro de 2009

Regressaram...

... os jogos sofridos. Quantos jogos acabámos (nós benfiquistas) em sofrimento nas ultimas epocas. Mas a diferença é que aqui, sofremos, mas marcámos e ganhámos.
Foi uma má exibição do Benfica. Principalmente porque algumas das suas peças estiveram irreconheciveis. Em destaque pela negativa, aponto em primeiro lugar David Luiz. Acho que foi o pior jogo que o vi fazer. Desmoronou completamente depois daquele autogolo, e passou todo o jogo nervoso, desposicionado e perdido. Depois, Di Maria. Fez uma grande pré-epoca, mas a cada jogo que passa, está a regressar o antigo Di Maria. Individualista, e sempre com as piores opções. Quando tem de passar, finta ou remata e quando tem de rematar, passa. Enfim, o velho Di Maria. Ramires também esteve longe do que nos começa a habituar. E por fim, o pior jogador em campo, se é que ele esteve em campo. Keirrison! Toda a gente diz que este miudo é craque. Que por algum motivo o barça o foi buscar. Pois eu ainda não vi nada, e digo mesmo, é o tipo de jogador que não gosto (do que vi até agora, espero estar enganado). Escondido do jogo, sem garra, sem força, não trabalha e até o seu olhar parece sempre distante dos seus colegas e do que se está a passar em campo. Parece um menino assustado que não sabe o que está ali a fazer. Enquanto não melhorar está muito atrasado na luta por um lugar com Weldon.
Por outro lado, Javi Garcia é impressionante. Que grande jogador. Tacticamente, adoro ver este jogador. Sempre bem colocado, duro, raçudo. É assim que se quer o benfica.
Não tenho a certeza quanto ao penalti, e acho que o resultado mais justo seria o empate.
Gostei das opções de risco do Jesus, arriscou e petiscou.
Do Leiria, gostei bastante do André Santos, e do Carlão. Jogadores que o Benfica deveria ter debaixo de olho.
Quero também deixar uma palavra para o jogador mais incompreendido do Glorioso. Nuno Gomes. Não esteve brilhante neste jogo, embora importante no final, quando precisamos de ter a bola. Aí a sua inteligencia foi fundamental. Mas no jogo da Liga Europa, adorei a sua exibição, e o seu golo e principalmente a assistencia para o golo do Cardozo mostram tudo o que ele é. Um enorme jogador.
O importante é que o Benfica ganhou, e a questão que se coloca é: Quem é que pára o Benfica? É que alguem tem de nos parar... Sabemos como é!
Ps. O porque de Luisão ser titular no Banfica (fonte Linha Avançada):

Grávidas

Para quem ainda não reparou, excepto o post anterior, os posts têm sido assim uma especie de discos pedidos. E quem leu os comments do post dos 20.000 visitantes entende o porque. Foi apenas uma resposta a uma provocaçãozita.Ora este post é mais do mesmo, um disco pedido. Não em resposta a uma provocação, mas um post sobre um assunto que me foi proposto, e sobre um tema que me diz muito na actualidade. O post sobre pelos encravados vai ter de ficar para depois. Este vai ser mesmo sobre umbigos e barrigas de grávidas!
Vamos começar pelas grávidas. Já repararam que há poucas coisas mais bonitas que uma mulher grávida? Ok nem todas, há aquelas que acho que se lhes dermos umas moedas elas viram-se para ir tocar o sino, mas aquelas que se cuidam, que têm cuidado com a alimentação, com as estrias, as que cumprem a maioria das regras, essas sim, ficam espetacularmente bonitas. Há quem diga que têm um brilho especial. Acho que não sou o unico a ter essa opinião.
Aliás, é essa a unica altura em que se pode ouvir as mulheres a dizerem ás grávidas "tás tão linda!" com total sinceridade. Sem que ao virar costas pensem algo do genero "tas mesmo gorda, cabra". É que nesta altura, para além de ser evidente que as grávidas estão realmente lindas, estão também temporariamente fora do mercado, e isso torna viavel o elogio sincero das outras femeas.
Esta é também a unica altura na vida de um homem que pode chamar coisas do tipo "barriguda" ou "espaçosa" a uma mulher sem correr o risco de ser electrocutado acidentalmente na banheira ou acordar com menos uns apendices.
A barriga de uma grávida, é sem duvida uma coisa espetacular. Embora pareça sempre que a qualquer momento vai sair um alien lá de dentro, é fantastico ter a sensação de que ali dentro está uma pessoa as voltas à procura da saida.
Sim, aqui está uma prova de como as mulheres até nisto são complicadas. Um bébé anda 9 meses as voltas dentro da barriga de uma mulher à procura da saida. Deve ser um labirinto complicadissimo. Se fossem os homens a ficar grávidos, aposto que os bébés achariam a saida muito mais rapidamente. Tipo, duas horas? Não seria uma boa ideia colocar uns sinais daqueles luminosos a dizer "Exit" ou "Saida de emergencia"? Facilitaria muito mais as coisas.
Mas nem tudo é um mar de rosas. Há uma coisa que me faz uma impressão do caraças! O umbigo! Aquilo chega a um ponto que até o mais profundo dos umbigos parece que vai rebentar a qualquer minuto. Parece mesmo que o bébé se enganou no tal labirinto e quer sair por ali. Quando olho para o umbigo de uma grávida, parece sempre que no segundo seguinte aquilo vai rebentar, e que a grávida vai sair a voar nos ceus como um balão furado. Ai está, "balão" também é uma coisa que apenas podemos chamar a uma mulher grávida. Mas atenção, a utilização da palavra "gorda" continua a ser impensavel! Se é que têm amor a vida!

Ps. Tu és uma grávida linda!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Esmiucem

Vi ontem pela vez o programa do Gato Fedorento - Esmiuça os Sufrágios.
Não sou daquelas pessoas que deixa de gostar de alguma coisa quando passa a ser consensual . Sabem do que falo? Daquelas pessoas que não gostam de certa musica ou grupo por ser "comercial", não dá o devido valor a certo actor ou filme, porque toda a gente gosta, etc. Eu quando gosto, gosto. Mas também se as coisas deixarem de ter valor, não é por toda a gente gostar que eu vou gostar. O Gato Fedorento tem de facto valor e talento. Mas também não podemos não notar num certo abrandamento no seu humor. E foi isso que notei nos seus ultimos programas. Um certo pudor em abordar determinados assuntos, o que eu acho proibitivo no humor. O humor não pode ter limites nem tabus, e não pode ter por ambição agradar a toda a gente. Pois como já falei em posts e comentarios anteriores, cada um de nós tem o seu tipo de sentido de humor.
Voltando ao novo programa, mais uma vez baseado em programas já existentes de grande qualidade (como de resto a maioria dos programas do Gato) os Gato fazem um bom programa desta vez muito na onda do Daily Show do Jon Stewart. É sem duvida um bom ponto de partida, visto ser esse um programa excepcional. O problema está na falta de uma equipa como a que tem o Daily Show, e na falta de andamento de entrevistador e entrevistados. É sem duvida um tipo de programa que tem tudo para dar certo, e neste momento acho que apenas o Gato Fedorento tem estatuto para o fazer em Portugal. Mas há muita coisa a corrigir.
No Daily Show é assumido que as entrevistas são preparadas, ou seja, os convidados são informados previamente dos assuntos que vão ser abordados. É a unica maneira de ter no programa gente como senadores e até presidentes, pois estes não se podem arriscar a ser achincalhados em directo num programa de grande audiencia. E isso foi feito de certeza pela equipa deste novo programa do Gato. O problema é que aqui os convidados parecem mesmo saber quais as perguntas e a sequencia das perguntas. E levam respostas previamente preparadas pelas suas assessorias. Esse a meu ver é um erro, os convidados devem ser sim informados dos assuntos, mas não das perguntas, isso obrigaria a uma maior espontaniedade por parte dos convidados e daria ao entrevistador maior liberdade. Outro erro que noto, é a simples debitação de perguntas por parte do entrevistador. Uma entrevista deste tipo, não pode ser apenas uma sequencia de perguntas previamente escritas, seguidas de resposta e comentario comico, tem de ser uma conversa informal, de preferencia sem um rumo anunciado.
Acho que o modelo do Daily Show é muito interessante, e é uma boa aposta por parte do Gato. Já que o seu registo continua a ser em pegar em modelos de outros. Assim sendo, que tenham bom gosto e escolham os bons modelos, e é isso que tem sido feito por Ricardo Araujo Pereira e companhia que já o fizeram "copiando" gente genial como os Monty Python entre outros.
Há muito bom assunto para criar um Daily Show tuga, e espero que o programa evolua para além das eleições.
Ao que parece o programa depois das eleições vai passar a ter um apresentador a cada programa, ficando os outros tres elementos para o resto das intervenções. O que não me parece uma grande ideia, visto que o Ricardo e o Zé Diogo, estão uns degraus acima dos outros dois quando se fala de representação (atenção que não falo aqui de telanto humoristico).

Toma e embrulha! (parte II)

Ora o que escrever num post sobre azulejos? Não é sem duvida um tema facil, mas alguma coisa se vai arranjar."O termo azulejo designa uma peça de cerâmica de pouca espessura, geralmente, quadrada, em que uma das faces é vidrada resultado da cozedura de um revestimento geralmente denominado como esmalte, que se torna impermeável e brilhante. Esta face pode ser monocromática ou policromática, lisa ou em relevo. O azulejo é geralmente usado em grande número como elemento associado à arquitetura em revestimento de superfícies interiores ou exteriores ou como elemento decorativo isolado.
A palavra em si, azulejo, tem origem no árabe azzelij (ou al zuleycha, al zuléija, al zulaiju, al zulaco) que significa pequena pedra polida e era usada para designar o mosaico bizantino do Próximo Oriente. É comum, no entanto, relacionar-se o termo com a palavra azul (termo persa لاژورد: lazhward, lápis-lazúli) dado grande parte da produção portuguesa de azulejo se caracterizar pelo emprego maioritário desta cor, mas a real origem da palavra é árabe.
No ano de 1498 o rei de Portugal D. Manuel I viaja a Espanha e fica deslumbrado com a exuberância dos interiores mouriscos, com a sua proliferação cromática nos revestimentos parietais complexos. É com o seu desejo de edificar a sua residência à semelhança dos edifícios visitados em Saragoça, Toledo e Sevilha que o azulejo hispano-mourisco faz a sua primeira aparição em Portugal."
Podem visitar o site do Museu Nacional do Azulejo para aprender alguma coisa que não tenha sito retirada da Wikipedia, tal como este post (por isso toda a informação que aqui está é bastante duvidosa).
É incrivel como não me lembrei de uma só piada para fazer acerca de azulejos, o que torna este post muito mais interessante do que o post que queria fazer sobre a vitoria do Glorioso para a Liga Europa. Mas pelo menos não falo de bola. Isso é que importa!
Já só faltam os pelos encravados.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Toma e embrulha!

O que dizer sobre o bicho de conta?
São crustaceos do filo arthropoda e da ordem isopoda e possuem a capacidade de se enrolarem como uma bola, o que fornece protecção e auxílio na redução da perda de água por evaporação, já que respiram por brânquias. Sim quem pensa que estes amiguinhos são insectos está enganado. Tal como as aranhas, escorpiões, centopeias, a nossa amiga porca-sara não é um insecto, na verdade está mais perto da sua prima navalheira, do que de uma vulgar mosca ou borboleta (farfalla em italiano, ou para os amigos farfallota pimpinela).
O seu verdadeiro nome é Armadillidium vulgare embora nós por cá pelo alentejo lhes chamemos simplesmente porca-sara. Embora tenham este nome, acho que estão imunes à gripe suina.
São pequenos animais de corpo comprido, normalmente acizentado ou rosado. O tórax tem 7 pares de patas e o abdómen tem 6 pares de falsas patas. Vivem em locais húmidos, debaixo das pedras ou dos detritos vegetais de que se alimentam. Procriam em locais húmidos, nas madeiras em decomposição e noutros detritos orgânicos. As fêmeas transportam os ovos agarrados à parte inferior do corpo, até à eclosão. Têm filhotes duas vezes por ano.
Inofensivos, embora possam ser repugnantes, especialmente quando em grande número. Podem viver cerca de dois anos.
No final, podemos concluir que o bicho-de-conta é um bicho estupido, que não serve basicamente para nada. Não consigo descubrir se serve para a compostagem ou não. Por isso leva o rotulo de inutil, tal como olhando para tras e ao ler este texto vou rotular este post.


Não perca os proximos posts sobre azulejos e pelos encravados.

Obrigado

Em Abril chegámos aos 12.000. Agora em 6 meses atingimos atingimos os 20.000 visitantes.
Pouco há a dizer, a não ser o que dizemos sempre nesta ocasião, primeiro um obrigado. Depois apenas dizer que vamos continuar a colocar aqui disparates para vos entreter.

Já agora um pedido, realmente é bom ver o numero de visitantes a aumentar, mas melhor ainda é ter o feedback dos comentarios. Por isso, comentem os posts. Todos, não só os de futebol.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Post inutil

Realmente é inutil este post. Tal como o são a maioria dos posts na maioria dos blogs. Posts sobre injustiças, corrupção, crimes, e teorias da conspiração só servem mesmo para mostrar um desabafo, e infelizmente tem muito pouco resultado prático. Para não dizer nenhum.
O nosso amigo Sandro enviou-me há uns dias ESTE VIDEO. Não o coloco aqui por não me ter agradado a 100%, por me ter parecido algo sensacionalista. Fica o link.
O documentario de nome Operação Pandemia tem partes muito interessantes, sobre a teoria da conspiração da gripe A, e gripe das aves. Tem também outras partes que me levaram a não postar o video, mas no geral é bastante interessante.
Como é obvio todos nós torcemos o nariz quando começamos a ouvir falar nos lucros enormes das farmaceuticas quando surgem estas pandemias que vão dizimar a humanidade. Mas a verdade é que ninguem tem maneira de provar seja o que for. E é por isso mesmo que os posts são inuteis. Exactamente da mesma maneira que são inuteis os posts sobre a corrupção ou a asfixia democrãtica.
Tal como também é inutil falar do que é realmente importante, e que não é uma teoria da conspiração. É verdade que estão a ser gastos por todo o mundo milhões com os medicamentos para a gripe A. E se calhar estão a ser bem gastos. Mas porque é que não se faz o mesmo com outras doenças e causas de morte? Disso sim é importante falar, mais do que qualquer teoria.
Porque não aparecem nas noticias os dois milhões de pessoas que morrem anualmente com malaria, ou diarreia, ou os 10 milhões de pessoas que morrem anualmente com doenças menos graves como o sarampo ou a pneumonia? E depois se dá este tempo de antena, e se gastam estes recursos com uma doença que matou até ao momento no mundo inteiro cerca de 400 pessoas (numeros retirados do documentario em questão). Quantas pessoas morrem por ano, só em Portugal devido a acidentes rodoviarios?
Aqui não se trata de teorias da conspiração, apenas de achar que se deveriam gastar os recursos de igual maneira. E dar realmente prioridade aos casos mais preocupantes. Apenas isso.
Tal como disse, um post inutil.

Ps. Tenho de voltar a escrever coisas mais bem dispostas. Que saudades dos meus posts sobre o pão e sobre grandes duvidas da minha vida.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Debates

Como é obvio, vou continuar por optar por deixar de fora posts politicos aqui no chaparro. Mas isto não é um post politico, mas sim sobre a actualidade politica.
Acabei de ver mais um debate na televisão, e fiquei com a mesma sensação que nos outros, não se falou de nada. Começa a fazer-me muita impressão este tipo de debates, e este aparente pacto de não agressão entre os candidatos. Parece que em comicio tudo se pode dizer, mas quando toca a debates o caso muda de figura.
Como é que num debate entre PSD e PCP, a troca de opiniões e ideias se traduz nisto que acabei de ver?
Os debates são para debater, para dizer o que se pensa, seja o que for. Isto que tem passado na televisão são apenas conversas entre candidatos.
Começa a irritar-me!
Exemplo:

Não joguem à sueca com este gajo

Video enviado pelo Banna.
Aqui fica um truque de um gajo que eu gostava de ter como parceiro para a sueca.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Incrivel...

...como se pode fazer e dizer tudo o que se quizer neste pais passando impune. Uns atropelam pessoas dizendo que foi apenas um pequeno toque usual com o restrovisor. Outros fazem acusações gravissimas como se nada fosse. Ainda que seja verdade, não podemos vir para a praça publica, para jornais e televisão a dizer o que nos dá na telha. Ou pelo menos não deviamos poder faze-lo. Porque na realidade é isso que se passa.
Hoje fiquei pasmo a ver o telejornal enquanto varios politicos faziam acusações gravissimas. Que verdadeiras ou não, não me parecem ter maneira de provar.
É que depois os carneiros e ovelhas papam tudo o que ouvem, e criam-se mil e uma teorias da conspiração, estas sim, já completamente expeculativas.
Com ou sem influencias, estou grato a quem tomou a decisão mais mediatica da semana. Obrigado por retirarem do ar um programa de televisão daqueles. Graças a Deus tenho mais que um canal de televisão, e um pequeno objecto chamado telecomando (se calhar nem é a Deus que devo agradecer neste assunto), e não era obrigado a papar aquela trampa. Chamo-lhe programa de televisão, pois não o considerava jornalismo. Era um programa onde se moldavam factos, para depois os apresentar ao publico de uma forma totalmente tendenciosa. Nunca entendi como um canal de televisão se permitia ter um pivot de telejornal a dar opiniões sobre o que se passa no pais, e em que todos os comentadores tinham a mesma linha de raciocinio da equipa editorial.
É obvio que com a saida de Moniz da TVI mais cedo ou mais tarde isto era inevitavel, com ou sem pressões.
Sobre as pressões não vou falar. Não sei de facto se existiram ou não. E eu que até gosto de teorias da conspiração.

Ps. Sobre este assunto leiam este post.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Oinc Oinc Atchim (o regresso)


Andava eu por um dos meus blogs preferidos, O Bom, o Mau e o Vilão, quando vi um texto sobre a famosa gripe. Mais uma vez dei por mim a ler o texto, a sorrir enquanto abanava a cabeça a dizer que sim. Aproveitei logo para roubar a imagem para ilustrar este post, e não vou resistir a roubar uma ou outra frase. Como este post não é uma copia, desta vez vou dispensar as aspas.
O post vai ser curto, e não vou entrar pelo caminho da teoria da conspiração contra as farmaceuticas, embora essa também seja a minha opinião.
É apenas um post curto para dizer que não entendo esse panico generalizado que por ai anda, e que a comunicação social nos tenta impingir. Irrita-me esta necessidade dos media de criar noticias, e guiá-las a seu bel-prazer. Não seria mais importante noticiar as curas e tratamentos, e baxar os niveis de ansiedade causados por esta nova peste negra? Talvez não. Como dizia no O Bom, o Mau e o Vilão, todos os dias se ouve falar na televisão do aumento do numero de gente infectada e raras são as vezes em que se ouve falar de gente curada. E uso a palavra "raras" com simpatia, pois ainda não ouvi falar de gente curada em lado nenhum. Se calhar é porque não há gente curada "Malvada gripe, que todos os dias levas mais gente com os porcos.".
A nivel pessoal não temo a gripe, apenas tremo quando penso na Inês. Ela sim pode não ter ainda cabedal para aguentar com isso daqui a um mês. Mas enquanto houver Tamiflu vamos ficando mais descansados, e a vacina ta aí a chegar.