terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Mesmo assim...

Mesmo com problemas tecnicos, e apoderando-me aqui de um PC alheio, tenho tempo para escrever sobre um dos assuntos mais batidos aqui do Blogue. O Benfica! E para variar (ao contrario do que dizem) mais uma vez não venho dizer muito bem. Mesmo que quizesse não podia! É impossivel, depois do que se viu este fim de semana na Trofa ter algo de bom a dizer sobre o Benfica!
Li uma passagem na tertulia benfiquista que é um bom ponto de partida para este post: "O balanço neste momento não é brilhante: tivemos a pior prestação europeia dos últimos anos, estamos fora da taça e no campeonato à 13ª jornada temos mais um ponto que na época passada. Um ponto! É essa a diferença de rendimento entre esta equipa que devia ser a melhor dos últimos anos e a do ano passado, que seria seguramente uma das piores."
Pois, quem me conhece sabe que sou um teimoso do pior. Que quero sempre ter razão (e tenho sempre razão eheheh). Mas acreditem, neste assunto eu não queria mesmo ter razão. Desde a chegada deste treinador que ando a bater na mesma tecla. A tecla de uma equipa sem ideias, com um sistema tactico equivocado, e de más opções durante os jogos. E o certo é que se no inicio a historia das experiencias, e da adaptação de processos ia convencendo os benfiquistas, neste momento, a meio do campeonato essa historia não convence ninguem. Mais uma vez digo, não queria ter razão, mas parece que tenho.
Não vou voltar a falar do mesmo de sempre, nem do 4-4-2 (ja chega de dizer que o nosso meio campo não da conta do recado, afinal eu sou so apenas um treinador de FM, e o espanhol é que é o expert) nem do Cardozo (outro que so é bom no FM). Vou sim falar do obvio, do que toda a gente ve, da falta de existencia de um plano B quando as coisas não correm bem, da falta de capacidade da equipa em encostar uma equipa (por mais fraca que seja) la atras, de uma equipa como o Benfica não conseguir ter posse de bola, não ter capacidade de pressing, de parecer faltarem pernas aos craques.
No final de tudo isto pergunto-me: o que se faz nos treinos? Onde se refletem os tao famosos "novos metodos" do Quique? Ao ver os jogos so posso concluir uma coisa. Se os novos metodos, a meio do campeonato, se refletem nisto que se ve, talvez seja preciso repensar qualquer coisa.
Não quero um treinador novo, não quero novos craques. Quero apenas uma equipa equilibrada e que coma a relva.

PS. Quero também que Cardozo e DiMaria desamparem a loja...

Sem comentários: