terça-feira, 6 de julho de 2010

Ele voltou

E ao quinto dia de praia consecutivo, com dias fantasticos desta vez, estava eu a ler o meu livrinho depois de um mergulho no azul, eis que o vejo. Há dois anos que nos brinda com a sua presença, e a sua ausencia já se ia sentindo na praia dos alteirinhos. Tal como dar um mergulho no carreiro, ou uma volta à meia laranja para ver os nus, há coisas que começam a ser tradicionais. E a sua presença é uma delas.
Ontem reparei que debaixo da sombrinha do lado estava um homem que me parecia familiar. E foi aí que caiu a moeda! "Isto é o pai dele!". E era, ao olhar para perto do mar, vi a sua silhueta. Rubusto, quase quadrado. Atarracado como sempre mas exibindo um fisico possante, lá estava ele. É verdade meus amigos! O Torresminho voltou! Desta vez acompanhado do que deve ser um primo mais velho, também ele brindado com a mesma genetica. Baptizei-o de Torresmo.
E o nosso heroi Torresminho não mudou, continua sempre activo, enfiando bujardões de força na tola enquanto joga a bola com o pai. Os anos passam e há coisas que nunca mudam! Continua assim Torresminho!

Ps. Peço desculpa a quem não entender sequer uma virgula deste texto. Mas há quem entenda!

1 comentário:

Banna disse...

Quem é vivo sempre aparece... VIVA o TORRESMINHO!!!
Tenho de ir ver o TORRESMO! :D