sexta-feira, 26 de junho de 2009

Michael Jackson

Quer se goste, quer não, foi um marco na historia da musica mundial. No dia da sua morte, o Chaparro deixa aqui uma das musicas mais ouvidas de sempre. Thiller.



"Michael Jackson morreu, lá voltou de repente o génio, o inovador, o grande, o maior...tudo bem, nunca fui fã do artista (só do videoclip do Thriller), mas acredito que em vida ele teria preferido não ter sido tão atacado, tão acusado, tão gozado, tão esquecido até, para muitos que agora parecem reencontrar a "fé em Michael Jackson" mas que ainda há pouco tempo faziam piadas com criancinhas e o dito artista.Para esses só gostaria de deixar duas palavras... too late!"
in Camara dos Comuns

4 comentários:

Banna disse...

Cada um é um caso... uns são brancos e querem ser pretos (sam), outros são pretos e querem ser brancos (M.Jackson).. é assim, eu gostava da sua musica(e não vou deixar de gostar claro) gostos...
Bem, para o resto... estou-me nas tintas para a vida social dele... Só as musicas... foi embora a pessoa, e deixou uns sons para ouvir de vez em quando...
R.I.P.

Juliana disse...

Para sorte dele, penso que será recordado pela sua música e não pelos tristes episódios de que foi protagonista.
Lembro-me de ser fã do album "Dangerous" e de tapar os olhos no vídeo de "Thriller".
Quanto a ele, não consigo perceber a atitude de mudar de cor...se eu fosse preta, ficava ofendida, assim como tenho a certeza de que o Sandro ficou!
Oiçam o "Give it to me", em que ele é acompanhado pelas guitarradas do Slash.

Banna disse...

Oh palhaça... tem de se decidir, ou preto ou marroquino? ou cigano?
Voces não sabem é o que querem...
E voces são brancos e querem ser pretos, metem-se ao sol a esturricar... e o Sam é mais preto que eu...
Vou mudar a nacionalidade para Porto Riquenho...
Tou magoado convosco... Não sou preto...

Amarrotada disse...

Menos um pedófilo...