domingo, 23 de agosto de 2015

Lamentável!

 Como diz no Lateral Esquerdo:

"O Arouca criou mais ocasiões de golo que o Benfica.
O Arouca entrou mais vezes dentro da área com a bola controlada que o Benfica.
O Arouca esteve 1x1 por duas vezes com Luisão, só.
O Luisão meteu em vários lances jogadores do Arouca em jogo.
Júlio César tem estado sempre em evidência.
O único lance que o Benfica criou, não foi criado. Foi uma oferta que foi parar aos pés de Pizzi.
Mais uma vez não se trata do resultado. Nunca é um jogo só. É do que o precede. Fazer 30 remates na sua maioria de fora da área, não é criar situações de golo. É só rematar."

As vezes penso que a minha televisão é diferente das outras, e que vejo jogos diferentes. Mas afinal ha quem veja o mesmo que eu.
Com Jorge Jesus, o colectivo faz explodir a qualidade individual de cada jogador, e oculta as dificuldades de cada um. O contrario, faz até as individualidades desaparecer.
O processo ofensivo baseia-se apenas na qualidade individual de Gaitan e Jonas, e o processo defensivo é uma vergonha. Expondo todas as limitações dos defesas encarnados por falta de coberturas a meio campo. O controlo de profundidade simplesmente não existe.
Acabámos o jogo com três avançados, Carcela a defesa esquerdo, e um meio campo com Pizzi, Gaitan e Vitor Andrade. Evidencia óbvia, que o treinador não confia no modelo que utiliza, e não tem ideias. Apenas "atirou" jogadores em desespero para dentro de campo.
Vai ser muito rápido até que os críticos de JJ queiram a demissão de Vitoria.

Eu disse no final do o jogo contra o Estoril, que com JJ ganhariamos 9 em 10 (senão 10 em 10) jogos contra equipas daquele calibre. E que com Vitoria, ganharíamos 6 em 10.
Faltam 8 jogos, e está 1 em 2. Veremos como acaba.

Um clube grande tem de ser treinado por um treinador de clube grande! Vitoria não está a mostrar se-lo.

Lamentável!

Sem comentários: