quarta-feira, 8 de junho de 2011

Taça Coca-Cola (o outro lado)

Não quis falar logo sobre isto. A prestação da equipa do Odemirense foi boa demais para que estragasse aquele post a falar sobre este assunto. Mas agora tenho de o dizer.
Embora o numero de pessoas que passam aqui pelo chaparro seja pequeno, tenho de o partilhar, e aqui é o melhor sitio.
Estou a falar da pessima organização da fase final do torneio Coca-Cola.
Quando participámos na fase de apuramento, em Silves, etapa essa ganha pela nossa equipa, a organização foi optima. E tudo correu sem o menor problema. Mas isso não se passou na fase final, no centro de estagios do Clube Corrupto na Forma Tentada. O que não dá para entender, visto todo o equipamento presente nesse centro de estagios.
No dia do torneio, da parte da manha jogou-se no Olival um jogo dos iniciados do CCNFT contra aquele outro clube de riscas verdes. E esse facto obrigou que na parte da manha não houvessem jogos no campo nº1. E isso entende-se perfeitamente. Mas tudo o resto é incompreensivel. Os jogos foram transferidos para um relvado no "cu de judas" que nem tinha direito a banco de suplentes. À chegada, as equipas nem tiveram direito a balneario, tendo que se equipar em tendas, que nem uma simples cadeira tinham dentro. Equipando-se portanto no chão. Durante os jogos, os jogadores de todas as equipas rodeavam o chão do terreno de jogo, sem sequer ter uma sombra para se abrigar de um sol abrasador das 10 da manha às 14 da tarde de um dia bem quente. A tenda com bebidas situava-se a pelo menos 500m do campo de jogos, e o WC nem sei onde ficava, mas seria de certeza ainda mais longe. No terreno de jogos existiam apenas duas bolas "morte de porco". Quando estas iam para longe, demoravam seculos a voltar. E visto que os jogos eram de duração reduzida, isso complicava muito a vida das equipas. Mais vergonhoso ainda, foi a maneira como foi tratado o publico, que teve de assistir aos jogos da 1ª fase de longe, sem se poder aproximar do campo de jogo. Os pais dos nossos jogadores fizeram cerca de 1000 km nesse fim de semana para ver os filhos jogar, e tiveram de o fazer ao sol, de pé, agarrados a uma rede no canto do campo nº2. Que ainda fica a uma distancia muito razoavel.
Na hora de almoço fomos brindados com um saco "gourmet" que vinha a ser a nossa refeição, saco esse que continha uma sandes de panado, uma mini-sandes mista (quando digo mini, era mesmo mini), uma banana (verde e dura quem nem cornos) e um yogurte.
A 2ª fase foi menos má. Fomos tranferidos para o campo nº1. Onde pelo menos já havia bancadas, banco de suplentes, wc (às escuras) e sombra. Mas na hora de vir embora, tivemos de andar a perguntar onde se podia tomar um banho, pois já acreditavamos que teriamos de trazer os jogadores sem pelo menos um duche na viagem para baixo. A muito custo la entendemos que o CCNFT teve a amabilidade de disponibilizar dois balnearios para banhos. Um para os participantes masculinos, e outro para os femininos. De lembrar que participaram 20 equipas, com 16 jogadores cada uma.
De referir também a atitude de André Villas-Boas. Que foi padrinho da competição, mas que na verdade só foi padrinho dos jogadores da final. Só apareceu no centro de estagios, na hora da final, rodeado de seguranças (não fosse um jovem ter a audacia de pedir um autografo ao senhor) e directo para o interior das instalações, fugindo ao contacto com os jovens. Uma atitude deploravel a meu ver.
A organização da parte da Coca-cola foi pessima, e parece-me que os meios postos pelo CCNFT ao dispor da organização estiveram também longe dos necessarios.
Torneio que não dignificou nem marca nem o clube que o apadrinhou.

2 comentários:

Jojo Of The Jungle disse...

Os bons exemplos vêem das bases, e quando não se tem um bom berço, nem todo o dinheiro do mundo poderá comprar a boa educação, o saber estar e o respeito ... parabéns miúdos do Odemirense, parabéns aos treinadores e parabéns aos pais dos miúdos Odemirenses!

Sam disse...

Um vintem será sempre um vintem!