sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Jornadas de Ambiente do Sudoeste

Vão realizar-se de 23 a 25 de Outubro as Jornadas de Ambiente do Sudoeste. As Jornadas de Ambiente do Sudoeste ambicionam ser um espaço de troca de ideias e experiências entre Universidades, ONG's, decisores, empresas e público em geral. Este evento surge de uma iniciativa conjunta entre a Câmara municipal de Odemira, a Ecosativa - Consultadoria Ambiental, Lda., e o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, e visa fomentar a informação e sensibilização sobre as questões ambientais da região sudoeste de maior relevância, como sejam as respeitantes à água, à floresta, ao planeamento e ao turismo. Nesta primeira edição o evento decorrerá nos dias 23, 24 e 25 de Outubro de 2009 no Auditório da Associação de Beneficiarios do Mira. O evento terá por público-alvo profissionais e particulares directa ou indirectamente envolvidos na protecção e conservação ambiental, bem como no desenvolvimento sustentável da região sudoeste, tendo em conta a importancia que as questões ambientais assumem actualmente a nível político, económico e social, e considerando o enquandramento desta zona na rede de áreas protegidas nacional.

O evento será composto por:
- Conferencias de oradores convidados
- Mesas redondas
- Concurso de posters

Site do evento (programa e ficha de inscrição)

3 comentários:

Anónimo disse...

uma cagada

Senator Buscetta disse...

Relacionado com o ambiente... Acho que foi no Chaparro que vi aquele vídeo da mobilização geral de limpeza dos entulhos do país num só dia que teve lugar na Estónia (creio).

Pois bem, parece que se está a tentar criar um movimento semelhante em Portugal. Aqui fica o site: http://limparportugal.org/

Cumps

Sam disse...

em relaçao ao 1º comment.

tipico comentario tuga e
principalmente odemirense.
refugiar-se no anonimato, para dizer mal do que nao se faz, e principalmente do q se faz, sem expor argumentos.
Eu gosto de iniciativas novas. Se sao uteis ou nao, o futuro o dirá. Mas tem de haver iniciativa.
Os velhos do restelo estão cada vez mais velhos, mas nunca mais morrem...