sexta-feira, 5 de junho de 2015

Os Santos, Jesus e os Apostolos!

O que se passou nos ultimos dias justifica o regresso do Chaparro de Ferro!

O Chaparro estava tão bem adormecido que só com um terramoto desta amplitude seria possivel acordar.
Sempre fui um enorme fan de Jorge Jesus, e neste espaço sempre fui escrevendo textos a elogia-lo, defende-lo e também a critica-lo quando assim se impôs.
Sempre soubemos que este dia ia chegar, tanto quem gosta como quem não gosta do homem. O dia em que o ciclo do Pastilhas ia chegar ao fim no Glorioso. Mas ninguém fazia ideia que ia ser desta forma. Em conflito, saindo pela porta do cavalo para o rival da segunda circular (ia escrever "o maior rival", mas isso já não faz muito sentido).
Jorge Jesus é hoje, depois de sair do Glorioso o mesmo homem que era no final do campeonato. Um excelente treinador! Na minha opinião, o melhor treinador Português (Mourinho não entra nestas contas, pois há muito tempo que se tornou universal). E é por isto que o Teletubbie, presidente da equipa das riscas verdes, que parecem as barracas da Praia da Figueira da Foz, fez nos últimos dias, ao que parece, uma jogada de mestre. Conseguindo para o seu clube, o melhor treinador que poderia contratar. De onde vem o dinheiro? Se o que fez a Marco Silva é nojento? Como é que um clube que estava à beira do abismo há pouco tempo consegue ter orçamento para isto e para sonhar com Maxi, Cardozo e Coentrão? Não sei, não me interessa muito neste momento, e não me vou alongar sobre isso. E é por isso que o tempo de antena da equipa das riscas verdes, que parecem as barracas da Praia da Figueira da Foz se esgotou nestas linhas, apenas sobrando espaço para dizer que, como diz o meu amigo MP: "calma, o Jesus que faz milagre é o outro".
Ao contrario do Teletubbie, presidente da equipa das riscas verdes, que parecem as barracas da Praia da Figueira da Foz que com um acto de gestão brilhante tenta recolocar o seu clube no bom caminho, o presidente e direcção do meu clube foram no caminho oposto. Estes últimos dias demonstram um erro tremendo na gestão do clube.
Olhando para o que se passa neste momento, mesmo que no fim do ano ganhemos uns canecos, o risco é grande demais. Os últimos sucessos foram ganhos devido a estabilidade e investimento. E isso acabou de ser quebrado quando se decide não renovar com um treinador de sucesso no clube. E com isto eu não consigo concordar. A estabilidade deveria ser mantida. E a escolha de um novo rumo neste momento não faz sentido.
Nunca gostei de downsizings , e no futebol ainda menos. Não acredito que se possa fazer mais com menos, e o Benfica não pode entrar num processo de Sportinguização. O Benfica não é, e nunca poderá a vir a ser um clube formador. O Benfica é um clube OBRIGADO a ganhar! Ganhar sempre! Ganhar tudo! Quando isso não acontece os objectivos são falhados, por mais que se forme e se vendam jogadores a bons preços! No futebol ganha quem levanta a taça, e não quem tem mais lucros. E parece que há quem esteja a esquecer isso. A aposta na formação não poderá ser mais do que dois ou três jogadores incluídos no plantel por ano, incluídos num plantel estável, experiente e ganhador. Tudo o que for mais que isso retirará ao Benfica todas as possibilidades de lutar regularmente por titulos. E é por isso que a aposta num treinador formador não faz assim tanto sentido. Temos de contratar um treinador ganhador! Isso sim! E é disso que vou falar nas próximas linhas.
Gosto de Rui Vitoria, mas sou sincero, creio não ser ainda a sua altura no Glorioso. Esta é uma altura demasiado tumultuosa, e nestas alturas tem de se tomar acções mais radicais. Que empolguem a massa adepta. E é também por esse motivo que penso não ser a altura para o treinador que queria ver à frente do SLB. Vitor Pereira. Na minha opinião é o treinador Português mais competente a seguir a JJ. Completamente injustiçado em Portugal, carregando o estigma de "só ter ganho dois títulos porque o Benfica os ofereceu". A verdade é que se a sua equipa não tivesse sido competente, por mais abebias que o Benfica desse, ele não teria ganho! Ganhou, e de que forma! Dois campeonatos sem qualquer derrota. Salvo erro, com apenas duas derrotas em dois anos, em provas nacionais. Mas infelizmente esta não é a altura para estes treinadores. O clube está demasiado frágil para que se possa arriscar em treinadores que não são consensuais. E consensual neste momento só há um! Na onda do "olho por olho, dente por dente" a unica escolha que resta é Marco Silva. E é esse homem que espero ver no relvado enquanto Luisão ou Maxi levanta a Super Taça Cândido de Oliveira.
Ninguem é insubstituível, e o próximo homem do leme tem de levar atrás de si a família Benfiquista. Espero que a direcção tenha isso em conta.

"por muitos desgostos que possamos ter, valores mais altos se levantam! E o valor mais alto, chama-se BENFICA"


 

2 comentários:

LuisMarques disse...

A grande questão é saber o porquê da não renovação. Tenho dúvidas que algum dia se saiba a verdade.

JJ já tinha em mente ir para o Sporting e nem quis ouvir o Benfica?
A proposta de renovação era muito baixa?
Chegou realmente a haver proposta?
JJ pediu aumento salarial depois de ter cumprido os objectivos?
O Benfica não tem realmente meios financeiros para suportar os 4 milhões, ou havia estratégia para não renovar?

Só discordo contigo no ponto do investimento. Qual é realmente a saúde financeira do Benfica? Se é má, não se trata de sportinguização, mas sim de ser realista! Claro que cabe à SAD arranjar outros meios de financiamento e cabe também aos sócios perguntar como se chegou a este estado!

Se não há dinheiro não há vícios... e sem isso dificilmente haverá vitórias. Mas de que serve ganhar uns anos de forma financeiramente não sustentada para depois se cair no abismo?

Penso que a ideia não é ter uma equipa de jovens, mas sim dar hipóteses a quem é da casa e não custou dinheiro, em vez de andar a contratar sul americanos duvidosos, já que parece que para os bons, acabou-se o dinheiro (fundos).

Sam disse...

Ao que se diz pela Blogosfera JJ rejeitou as propostas do SLB, porque estas incluiam uma significativa baixa salarial. Terá também ido contra a vontade de Jorge Mendes que tentou colocar o treinador no Marselha. Diz-se também que rejeitou uma proposta milionaria das Arabias, onde estaria em estagio para depois poder entrar para o PSG. E optou por ficar do outro lado da segunda circular, coisa que aposto, nem os Sportinguistas entendem. Ja dizia a Marilyn, Diamonds are a girl's best friend ...

Quanto ao investimento acho que a minha opiniao nao deve ser assim tao diferente. O que acho é que se pode cortar em excedentarios, nao ter planteis de 50 ou 60 jogadores. Isso está a acontecer, Funes Mori acaba de ser vendido, e diz-se que, Ivan Cavaleiro Sidnei, Helder Costa, Fariña são os senhores que se seguem, e todos por quantias significativas. E apostar realmente em jogadores de qualidade que façam a diferença. E ai sim, dois tres dos melhores da formação. Também sabemos que jogadores emprestados em portugal são garantia de pontos no campeonato.

Ganhando faz-se dinheiro, dinheiro gera dinheiro. Derrotas so puxam para baixo.

Sul Americanos duvidosos dao luvas a muita gente, a formação não.

Quanto aos fundos, haverá alternativas!